quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Casado, pastor acusado de estupro mantinha caso com garota há 90 dias

O pastor de 46 anos acusado de estupro é casado e mantinha relacionamento com a adolescente de 13 anos há pelo menos três meses, segundo o delegado da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente), Paulo Sérgio de Souza Lauretto. A polícia não informou o nome do suspeito.

O caso foi descoberto no dia 25 do mês passado, quando a mãe da adolescente, contou que foi à escola e descobriu que a menina havia matado aula. Desconfiada, a mulher esperou a garota chegar em casa e passou a questioná-la. A menina, então, abriu o jogo dizendo que tinha passado à tarde em um motel com o pastor.

A mãe procurou a polícia, que no mesmo dia foi à casa do pastor, mas ele não foi encontrado. O delegado disse, que o pastor ainda não foi intimado, porque ainda espera o laudo, que vai confirmar se houve a relação sexual. “Apesar de não ter o intimidado ainda, fomos informados que o pastor deve se apresentar nos próximos dias na companhia de um advogado”, diz o delegado.

A adolescente e a mãe já foram ouvidas. A menina confirmou e disse que mantem relacionamento com o pastor desde novembro deste ano. O caso é caracterizado como crime, apesar do consentimento da garota.

Manter relação sexual com menor de 14 anos é considerado estrupo de vulnerável. Aparentemente, o suspeito não tem passagem pela polícia e pode responder em liberdade. O pastor, que é casado e tem filhos, é da mesma igreja em que frequenta a família da menina.

Campo Grande News

Pastor é preso acusado de manter idosos em cárcere privado em Guarapari

No local, que fica no Bairro Lameirão, funciona uma clínica para dependentes químicos.
No local, que fica no Bairro Lameirão, funciona uma
clínica para dependentes químicos.

Um pastor, a esposa e o filho foram presos na tarde de hoje em Guarapari suspeitos de manter cerca de 15 idosos em cárcere privado. A Polícia Civil chegou ao local depois de receber denúncias de um órgão da prefeitura ligada à Secretaria de Assistência Social.

A prisão aconteceu por volta das 15 horas de hoje no Bairro Lameirão. “Nós recebemos uma denúncia de que sempre que os assistentes sociais iam a uma clínica para tratamento de dependentes químicos, eles ficavam restritos apenas aos prédios onde ficavam os homens e mulheres dependentes e não conseguiam verificar duas construções que ficavam dentro da propriedade, pois os donos sempre inventavam uma desculpa”, explicou o Delegado Franco Malini, que foi quem comandou a ação.


Ainda de acordo com Malini, ao chegarem no local foram recebidos pelo pastor, que disse que as duas construções não faziam parte da clínica. “Nós chegamos até uma das casas e vimos que estava com as janelas fechadas e a porta com uma corrente com cadeado fechado pelo lado de fora, mas vimos um vulto lá dentro e cortamos a corrente.

Ao abrirem a porta da primeira casa os policiais ficaram surpresos: vários idosos eram mantidos presos no local, sem iluminação ou acompanhamento. “Quando abrimos a porta veio aquele ar quente lá de dentro, mesmo com a chuva que estava caindo. Os idosos que estavam lá ficaram nos olhando com cara de assustados”, completou o delegado.

Na outra casa os policiais encontraram a situação semelhante. Idosos de ambos os sexos trancados em um local sem iluminação ou ventilação.

Os idosos estavam trancados em local sem iluminação ou ventilação
Os idosos estavam trancados em local sem iluminação ou ventilação

Depois de constatar o crime, o delegado deu voz de prisão para o pastor, a esposa dele e o filho. “Com base no que eu vi, dei voz de prisão aos três por cárcere privado e com base em um artigo do Estatuto do Idoso que versa sobre expor a perigo a integridade física e a saúde do idoso”, disse.

Desdobramentos

Os três administram o local e por isso foram conduzidos para a delegacia e autuados pelo delegado Sadi Jorge, que estava no plantão, por cárcere privado. Os detidos preferiram não falar com a reportagem do Portal 27.

Os idosos foram atendidos por uma equipe da Secretaria de Assistência social e levados para outro local.

O advogado José Lauro Lyra, que está representando os detidos, disse que ainda não teve acesso às acusações e não poderia comentar o caso. Ele inclusive alegou que foi impedido pela polícia a ter acesso aos seus clientes.

Já o delegado disse que isso não ocorreu e que no momento em que finalizou a ocorrência e entregou ao delegado plantonista, o advogado teve acesso aos clientes.

Portal 27


quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Menina de 13 anos falta aula para passar a tarde no motel com um pastor de 46 anos

Após denúncia a Polícia Civil investiga caso de uma adolescente de 13 anos que mantém relacionamento com um pastor de 46 anos na região do Bairro Moreninha III. De acordo com a polícia, a mãe esteve na escola e descobriu que a filha havia faltado aula.

Desconfiada a mãe voltou pra casa e esperou a filha chegar, e questionou sobre o fato, foi então que a menor contou que havia passado a tarde em um motel com o pastor. O crime configura estupro de vulnerável, porque a garota tem menos de 14 anos.

A mãe da menor ainda informou a polícia, que o pastor é da igreja, onde frequenta com a família. O caso, que aconteceu na última sexta-feira (25), e está sendo investigado pela DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).

No dia em que o crime chegou ao conhecimento da polícia, uma guarnição da Polícia Militar foi à casa do acusado, porém ele não estava no local. O pastor também trabalha como carpinteiro de obras.

MS Diário

PASTOR ACUSADO DE LUDIBRIAR IDOSA É CONDENADO A MAIS DE 5 ANOS DE PRISÃO

O pastor Tiago Eduardo de Oliveira, da Igreja Reino dos Céus, situada no Setor Central, em Goiânia, foi condenado a 5 anos e 10 dias de prisão, em regime inicial aberto, por induzir Ana Moreira, de 75 anos, membro da igreja, a contrair dois empréstimos em seu nome para que adquirisse um veículo, além de sacar o dinheiro da sua pensão. Na sentença, a juíza Placidina Pires, da 10ª Vara Criminal de Goiânia, entendeu que a obtenção de vantagem é evidente e determinou ainda que a idosa seja indenizada em R$ 12.463,41, valor referente aos financiamentos e à quantia subtraída da sua conta.

Ao condenar o pastor por estelionato e furto, Placidina Pires observou as declarações da vítima e os depoimentos testemunhais, bem como o extrato bancário que comprovava o valor retirado da conta da idosa, deixando-a negativa. “O dolo de obtenção de vantagem, mediante indução da vítima em erro, no caso dos autos, é inequívoco, vez que o acusado, mediante ardil, valendo-se do prestígio e confiança que tinha com a vítima, por ser pastor da igreja em que ela congregava, a convenceu a contrair dois empréstimos em seu nome, já com o intuito de auferir vantagem econômica ilícita, sabendo que não conseguiria arcar com tais compromissos, tanto que pediu à ofendida e sua filha que guardassem segredo”, analisou.

Ao negar argumento da defesa técnica de Tiago, que requereu a absolvição sob o argumento de que os filhos da vítima tinham algum motivo para prejudicar o acusado, a juíza asseverou que os delitos foram autônomos. “Vejo que os delitos de estelionato e furto foram praticados mediante condutas autônomas, independentes, e que a consumação do primeiro não dependia da prática do segundo, de forma que rechaço o pleito defensivo de absolvição quanto ao delito de furto pela aplicação do princípio da consunção”, realçou.

Segundo narra a denúncia, nos meses de março e abril de 2006, o pastor Tiago Oliveira, assim que tomou conhecimento de que a vítima era pensionista e recebia, à época, a quantia aproximada de 600 reais por mês, a título de pensão, instigou Ana Moreira a contrair dois empréstimos para que ele comprasse um carro. Na época, o acusado garantiu à idosa que pagaria o valor das parcelas descontadas na pensão. Dessa forma, por duas vezes, o denunciado levou a idosa ao Banco Itaú, na Praça do Bandeirante, para que ela fizesse os empréstimos e repassasse a ele o valor tomado emprestado.

Inicialmente, no mês de março, foi adquirido um empréstimo de R$ 9 mil para ser pago em 36 parcelas de R$ 432,89. No mês subsequente, foi efetuado um novo financiamento de 36 parcelas na quantia de R$ 74,13. Após a transação o pastor pediu que a vítima e a sua filha Luzia Moreira, que a acompanhava no momento, não comentassem o fato com ninguém, pois a situação deveria ficar somente “entre eles e Deus”.

No entanto, Tiago Oliveira, conforme relata o Ministério Público do Estado Goiás (MPGO) não pagou nem a primeira parcela e, de posse do cartão bancário da idosa, sacou a sua pensão, destinada ao seu sustento básico. Com a pensão quase integralmente comprometida, a idosa começou a passar por várias dificuldades financeiras e não conseguiu prover sua alimentação, finalidade primeira de seus rendimentos. Passou, então, a comprar a prazo e a pedir dinheiro emprestado ao filho, que descobriu o que realmente estava acontecendo.

Ciente dos fatos, o filho de Ana Moreira procurou uma advogada da Igreja Reino dos Céus e expôs a conduta do pastor. Em 12 de julho de 2006, segundo o órgão ministerial, foi celebrado um acordo entre as partes, que também não foi cumprido, uma vez que a igreja teria pago apenas algumas prestações.

Fonte: TJGO

Pastor da Assembleia de Deus é acusado de ameaçar e agredir mulher



Ele foi capturado em flagrante com um revólver e seis munições

Acusado pela polícia de ameaçar e agredir a esposa, um pastor da Assembleia de Deus de Madureira foi preso nesta quarta-feira por agentes da Delegacia de Atendimento Especial à Mulher (Deam) de São João de Meriti. No depoimento prestado pela mulher do religioso, em setembro deste ano, ela conta que está "separada de corpo" do companheiro, mas ainda residia no mesmo teto, em Vilar dos Telles, na Baixada Fluminense. Rogério de Vasconcellos Mouta, de 53 anos, foi capturado em flagrante com um revólver e seis munições.

Além de falar sobre a separação - o casal viveu por 13 anos juntos- a vítima disse ainda aos agentes da Deam/Meriti que o pastor não aceitava o rompimento da relação e chegou a gritar com ela: Se você me deixar, eu te mato!

Em outro trecho, a mulher disse que o pastor, que tem um escritorio de contabilidade, por diversas vezes a socou e falou que ela seria expulsa de casa para se prostituir.

Aos policiais da especializada, a vitima contou que foi até a igreja na Rua Carolina Machado para falar com o chefe da instituição e foi recebida por várias pessoas e não sendo atendida por ele.

Rogério foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. A delegada titular da Deam/Meriti, Sandra Ornellas, ainda vai pedir a prisão pelos crimes de lesão corporal e ameaça.


Arma foi apreendida com pastor por agentes da Delegacia da Mulher
Foto: Divulgação

O Dia

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Polícia prende obreiro e pastor evangélicos acusados de estupros em THE

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente-DPCA, deu cumprimento na  última sexta-feira (27), a dois mandados de prisões preventivas por crime de estupro de vulnerável.

O primeiro foi o acusado W. L. A., mototaxista e obreiro de uma igreja protestante atuando no bairro Buenos Aires, acusado do crime contra uma menor de 13 anos.

De acordo com a polícia o acusado conheceu a vítima em uma escola no bairro Agua Mineral e ele estava cumprindo pena alternativa oriundo da Justiça Federal por estelionato.

O segundo preso foi, A. C. pastor evangélico, acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos, fato ocorrido no bairro Santa Maria da Codipi, onde o acusado atuava. O fato foi bastante noticiado na época e repercutiu em todo estado, pois houve grave ameaça e violência, chegando a menor a se submeter à cirurgia. As prisões aconteceram após trabalho intenso de investigação por parte da equipe policial da delegacia.

Com informações da Polícia civil do Piauí

TV Verdes Campos

África do Sul luta para colocar limites em falsos profetas

Resultado de imagem para falsos profetas

Fiéis que engolem serpentes, ratos e petróleo; pastores que pulam em cima da barriga de uma pessoa ou obrigam o crente a tirar a roupa. Um verdadeiro circo dedicado a Deus e à expansão da fortuna de religiosos e que o governo sul-africano tenta banir. 

A Comissão para os Direitos Culturais, Religiosos e Linguísticos da África do Sul (CRL Rights Commission) abriu uma investigação para punir a "comercialização da religião" e "o abuso" da fé alheia, com a qual estes pastores conseguem suculentos lucros financeiros.

O alerta soou em julho deste ano, quando a imprensa sul-africana publicou fotos do pastor Penuel Mnguni, de Pretória, fazendo os fiéis engolirem cobras vivas para provar a fé que diziam ter. Mnguni, do Ministério do Fim dos Tempos, foi denunciado pela Sociedade Protetora de Animais, criticado pelo Conselho de Igrejas Sul-Africanas (SACC) e o templo foi incendiado por cidadãos indignados com sua conduta. Foi detido, mas apesar de tudo, as acusações foram retiradas por falta de provas.

A proliferação deste tipo de ritual levou à CRL Rights Commission a tomar medidas, e o "pastor das serpentes" e vários de seus colegas de outras seitas já foram convocados a depor.

Recentemente, líderes religiosos como Lesego Daniel, do Rabboni Ministries Centre, famoso por fazer seus seguidores beberem petróleo para curar dores físicas, protestaram neste mês na sede da comissão em Johanesburgo, onde receberam o apoio da congregação. Usando elegantes ternos, estavam rodeados de guarda-costas e chegaram em luxuosos carros que eles conduzem graças às doações dos milhares de fiéis, à venda de produtos religiosos e ao marketing próprio.

Outro manifestante era o bispo Steven Zondo, da Rivers of Living Waters Ministries, que disse que a comissão era formada por "adoradores do diabo" e estava repleta de "Anticristos".

A CRL Rights Commission também convocou o popular bispo Mosa Sono, da Grace Bible Church, que deve dar explicações de suas finanças, e o profeta Paseka Motsoeneng, da Igreja dos Acontecimentos Incríveis, acusado de pedir favores sexuais a algumas fiéis para exorcizá-las.

O "pastor das serpentes" permanece em paradeiro desconhecido. Ele foi convocado para dar explicações por fazer os crentes de sua igreja comerem ratos, pelo e pedaços de roupa.

"Ele deve responder perante a nós. Deve nos dizer se é certo, a partir de seu ponto de vista religioso, fazer alguém comer serpentes, ratos e pelo humano", afirmou a presidente da CRL, Thoko Mkhwanazi-Xaluva.

Além de um caro estilo de vida, todos estes pastores têm em comum a suposta capacidade de operar milagres, a prática de conduzir grandes e acalorados sermões - frequentemente realizados em lugares abertos - e o fato de inserirem conteúdos apocalípticos em seus discursos.

A audiência é composta em grande parte de cidadãos negros e pobres, com baixa escolaridade tanto da África do Sul quanto de países vizinhos, que se entregam ao carisma desses pastores em busca de esperança. São atraídos pelas promessas de salvação e pela vibração de celebrações cheias de música e dança, que fazem do culto um espetáculo dominical que representa a única opção de lazer.

 Terra

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Pastor adepto da poligamia espera filho da segunda esposa



Na época, os dois haviam conversado sobre a poligamia e se mostravam abertos para nova experiência. Contudo, o casal só aderiu ao estilo após encontrarem Reba.

O pastor Thom Miller, de 60 anos, e sua esposa Belinda, de 44, adeptos da poligamia, conheceram a jovem Reba, de 19, que engravidou do pastor. Agora, a família, que está ansiosa pelo nascimento do primeiro filho, espera quebrar o preconceito para ser feliz.

Segundo as informações do Daily Mail, Thom "encontrou Deus" ainda na prisão, quando foi acusado de esfaquear um homem em 1991. Após ser libertado, ele conheceu Belinda, com quem se casou há sete anos.

Na época, os dois haviam conversado sobre a poligamia e se mostravam abertos para nova experiência. Contudo, o casal só aderiu ao estilo após encontrarem Reba.

"Eu conheço Reba desde quando ela era criança. Ela se mudou e eu fiquei sem vê-la por muitos anos", explicou o reverendo. "Quando nos reencontramos, ela me abraçou e eu apenas queria continuar a abraçando. Foi aí que eu percebi que eu estava gostando dela", acrescentou.

Sobre o apoio da família, a jovem afirma que no começo sofreu represálias, mas que hoje todos os parentes estão felizes por ela. "Minha família achou que o que eu estava fazendo não era certo. Eles achavam que não era apropriado eu me casar com um homem que já era casado", contou Reba. "Mas eles mudaram de opinião e agora estão felizes, pois sabem que eu estou feliz também", completou.

Apesar da união, as duas esposas não irão dividir o mesmo quarto e nem a mesma casa, que Thom está construindo em Mansfield, em Ohio (Estados Unidos). Lá, cada esposa terá três noites para passar com a família.

"Ter que dividi-lo com outra mulher pode ser chato às vezes, mas eu tento não ter ciúmes. Quando não for minha vez de estar com Thom, eu vou tentar ocupar minha cabeça com outra coisa", disse Reba.

Entretanto, a família aguarda ansiosamente pelo nascimento do bebê. "Nós fazemos piadas com o bebê, do tipo onde ele, ou ela, irá dormir, já que haverá dois quartos. Mas eu quero ajudar sempre, por isso, caso a mamãe Reba precise de um tempo, eu posso olhá-lo pela noite", afirmou Belinda.

Mesmo estando feliz, nem tudo são flores para Thom. O pastor sofre críticas da igreja que frequenta. "Eu não prego a poligamia, mas eu acho que é um estilo de vida muito cristão", disse ele.

"Eu não tenho problemas com homossexuais, mas eu acho errado que o casamento deles tenha se tornado legal para o Estado e o meu segundo casamento não. Eu vou tentar lutar contra esse fanatismo, minhas mulheres precisam ter o direito de viver do jeito que elas quiserem", concluiu.

Os três combinaram que somente Thom pode ter mais de uma parceira.







UOL via Plox

Polícia prende pastor idoso suspeito de abusar de meninas em Petrópolis

Ele depôs no interior do Rio antes da prisão e negou o crime.
Homem de 68 anos foi localizado neste sábado (28) em Muriaé, MG.

Agentes da 105ª Delegacia de Polícia, em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, prenderam na madrugada deste sábado (28) um homem de 68 anos que seria pastor, suspeito de abusar sexualmente de quatro meninas, de 4, 9 e duas de 10 anos de idade. Ele foi localizado pouco antes de 5h no bairro Santa Teresinha, em Murié, MG, na casa de um tio onde estava escondido, segundo a polícia.

De acordo com o inspetor chefe da 105ª DP, Renato Rabelo, o suposto pastor usaria a posição dentro da comunidade para abusar das meninas. Segundo a delegada Juliana Menescal, responsável pelo caso, ele cuidava das crianças para que os pais fossem trabalhar, quando cometia os abusos. Segundo ela, não houve a consumação do ato, mas houve o abuso sexual e diversos atos libidinosos contra as crianças.

As vítimas eram vizinhas do suspeito em um condomínio na Estrada Mineira, em Corrêas. O crime estaria ocorrendo deste setembro deste ano. Ainda segundo a delegada, as mães de duas vítimas registraram o caso no dia 14 deste mês e relataram a possibilidade de haver mais vítimas.

As duas prisões temporárias, de 30 dias cada, foram decretadas nesta quarta-feira (25) pela 1ª Vara Criminal, após o suspeito prestar depoimento na delegacia no dia 19, acompanhado do advogado, quando negou o crime. Nesta sexta-feira (27) a mãe de uma criança de 4 anos também registrou o caso na unidade policial.

"Quando ele negou o crime disse que não manteve relação sexual com as vítimas, mas que seu único erro foi tirar dúvidas sexuais das crianças. Mas ouvimos testemunhas que viram esses abusos, inclusive a prima de 10 anos da primeira menina que fez o registro, que foi testemunha, também será incluída como vítima. Mas temos provas bem convincentes sobre os abusos, como uma gravação na qual ele faz insinuações para uma das vítimas", comentou a delegada.

Ainda de acordo com a investigadora, as vítimas contaram que o homem ameaçava as crianças de morte caso contassem para os pais sobre o abuso. Os investigadores acreditam que haja mais vítimas e esperam que elas procurem a delegacia.

“Ele havia sido intimado, foi prestar depoimento e a delegada Juliana Menescal pediu a prisão temporária ao Ministério Público, que concordou e o juiz expediu os mandados. Ele será ouvido novamente sobre os dois inquéritos contra ele e aguardamos outras possíveis vítimas virem registrar e fazer o reconhecimento”, frisou o inspetor Renato Rabelo.

Os mandados são por estupro de vulnerável e deve ser transferido para um presídio na capital na segunda-feira (30).

O G1 não conseguiu localizar nenhum representante da igreja evangélica onde ele atuaria para confirmar se o homem era pastor da sede em Petrópolis.

G1

Igreja Pentecostal Deus é Amor é processada por dar calote em empresa de segurança

Fachada da sede mundial da Igreja Pentecostal Deus é Amor, no Brás (Tuca Vieira/Folhapress)
Fachada da sede mundial da Igreja Pentecostal Deus é Amor, no Brás (Tuca Vieira/Folhapress)

Uma das principais igrejas evangélicas da cidade, a Igreja Pentecostal Deus é Amor está sendo processada pela empresa Lince Comércio e Serviços de Equipamentos de Segurança. A igreja tinha contrato até 2016 para que a Lince fizesse o monitoramento eletrônico de dez templos nas cidades de Osasco e Barueri. “Mas, em janeiro deste ano, eles começaram a deixar de nos pagar”, conta Camila Garrido, consultora e projetista da Lince. A igreja desembolsava 1 000 reais por mês pelos serviços. Na Justiça, a Lince pede 30 000 reais e também a devolução dos sensores de alarmes.

Este não é o único problema de segurança que a igreja enfrenta. A sede da Deus É amor, no Glicério, tem feito orçamento com diversas empresas de segurança. O objetivo é conter os usuários de crack que ficam na região e que já furtaram extintores de incêndio e maçanetas do lugar.

Procurado ao longo de quatro semanas, o pastor Roberto Marena, diretor da Deus É amor, não respondeu aos pedidos de entrevista.

Veja São Paulo

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Pastor é preso por suspeita de abusar sexualmente de enteadas, em RO

Meninas de 7 e 15 anos confirmaram abusos à polícia de Nova Brasilândia.
Denúncia foi passada à Polícia Civil pelo Conselho Tutelar.

Um pastor da cidade Nova Brasilândia D'Oeste (RO), na região da Zona da Mata, foi preso na sexta-feira (20) suspeito de ter abusado sexualmente de duas enteadas, de 7 e 15 anos. De acordo com a Polícia Civil, a prisão preventiva do suspeito foi pedida após a confirmação das vítimas e de testemunhas.


Conforme o delegado Alexandre Baccarini, as duas meninas passaram por exame de conjunção carnal, realizado para comprovar se as vitimas sofreram ou não violência sexual.

"O resultado do exame indicou que a mais velha teve relação sexual há pouco mais de 30 dias. Já a mais nova, ficou comprovado que ela ainda não teve relações sexuais. Segundo as vitimas, a mais nova era ameaçada e obrigada praticar de sexo oral com ele", revela.

O delegado informou que várias testemunhas confirmaram as denuncias contra o pastor, inclusive suas duas enteadas e a mãe delas.

"Recebemos a denuncia do Conselho Tutelar e demos início as investigações ouvindo as pessoas mais próximas e quase todas confirmaram ou desconfiavam dos abusos praticados. A mãe revelou que desconfiava dos abusos, pois já havia flagrado o companheiro em atitude suspeita", conta.

Baccarini diz ainda que uma tia das meninas procurou a polícia para denunciar o pastor por ameaça.

"Conforme a mulher, ela desconfiava das atitudes do homem, porém teve medo de denunciar, pois o suspeito o ameaçava dizendo que mexeria com suas filhas pequenas também, caso acontecesse alguma coisa com ele", fala.

A Polícia Civil investiga ainda se homem fez outras vítimas. "Como ele era pastor e tinha acesso há muitas pessoas, existe a possibilidade de ele ter utilizado do cargo para praticar crimes. Quem souber de algum caso pode nos procurar para denunciar, que vamos investigar e anexar no inquérito contra ele", comenta o delegado.

G1

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Evangélico joga bebê no chão e afirma que a culpa é do diabo.

Evangélico joga bebê no chão e afirma que a culpa é do diabo.


A polícia de Maringá (noroeste do Paraná) prendeu Diego Ribeiro dos Santos após ele ter jogado uma menina de seis meses no chão.

Testemunhas afirmaram que o suspeito estaria descontrolado e ainda teria chutado a cabeça do bebê.

Santos, que é evangélico, afirmou que agrediu o bebe porque estava “possuído pelo inimigo” [diabo].

Vizinhos afirmaram que Santos, depois de um culto, foi até a casa da família com a intenção de pegar as duas irmãs gêmeas. Ele arrancou uma das meninas dos braços da mãe e, como a outra estava presa ao carrinho, se irritou e a jogou no chão.

A criança passou por uma cirurgia e está internada na UTI do Hospital Universitário de Maringá em estado grave.

A Polícia Militar prende antes que Santos fosse linchado por moradores.

Na delegacia, a mãe do bebê estava revoltada e pedia que os policiais chutassem a cabeça do acusado. Diogo afirmava que as meninas eram suas filhas, mas a mãe nega.

Santos já tinha passagem na polícia por porte de arma.

http://www.paulopes.com.br/2015/11/evangelico-joga-bebe-no-chao-e-afirma-que-culpa-eh-do-diabo.html#

PASTOR DE PIÚMA É PRESO EM ITAPEMIRIM ACUSADO DE ESTUPRAR TRÊS MULHERES.

Antônio Rodrigues da Silva, de 35 anos, que se apresentava como pastor no balneário de Piúma, no Sul do Estado, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (13), acusado de ter estuprado pelo menos três mulheresem Piúma.

Antônio, segundo a polícia, teria estuprado três mulheres, com 19, 27 e 33 anos, no mês de outubro naquela cidade. De acordo com o delegado de Piúma, Geraldo Pessanha, o homem foi preso em Itaoca, balneário de Itapemirim, depois que as vitimas o reconhecerem por meio de uma fotografia.

“Diante disso, nós pedimos à Justiça para realizar buscas na casa dele. Lá, encontramos pertences das vítimas, uma pistola de ar comprimido e um veículo idêntico ao que era utilizado por ele na prática dos crimes”, afirma o delegado.

A Polícia Civil está divulgando a foto do homem para que outras vítimas possam identificar e registrar queixa contra o acusado. “Na residência dele encontramos vários pertences, que podem ser de vítimas que não registraram os fatos ainda, ou registraram em outra delegacia. Pedimos que quem possa ter sido vítima desse elemento que procure uma delegacia para registrar o fato”, explica o delegado.

Antônio, que afirma ser pastor de uma igreja evangélica, é casado e tem dois filhos. Ele trabalharia também como representante comercial. “Na delegacia ele negou tudo, disse que ele teria comprado os pertences das vítimas em uma praça da cidade. Mas, embora tenha negado, nós já reunimos provas suficientes de que ele é o autor do crime”, ressalta o delegado.

A polícia investiga se o pastor, que veio de Minas Gerais e estaria a três anos no Estado, tem passagens pela polícia. “Como ele veio de Minas, precisamos nos informar da vida pregressa dele para saber o que ele fez lá”, disse. Pelos crimes de três estupros e roubos, o pastor pode pegar mais de 50 anos de prisão.

http://www.folhadoes.com/noticia/2015/11/14/pastor-de-piuma-e-preso-em-itapemirim-acusado-de-estuprar-tres-mulheres.html



sexta-feira, 13 de novembro de 2015

VEXAME GOSPEL: De dia serve a Deus e noite dá aos homens.


VEXAME GOSPEL: De dia serve a Deus e noite dá aos homens



Depois do escândalo envolvendo uma igreja Assembleia de Deus que recebeu dinheiro de propina da Lava Jato, agora outro escândalo envolvendo a igreja, uma irmã servia a Igreja durante o dia e aos homens com seu corpo durante a noite.


Ela é gaúcha da cidade de Laje ado, adora sens ualizar na internet e curtir uma praia.


Um irmão da igreja foi procurar por uma mulher para se satisfazer e encontrou a foto dela, nome J.A. Tudo indica que os primeiros clientes foram os próprios irmãos da igreja, existe até a suspeita de um pastor.


Ela ainda não era conhecida e cobrava de 100 a 200 reais, veja conversas dela no whatsApp.












Pastor evangélico vive triângulo amoroso com esposa e ovelha da sua igreja e fotos íntimas vazam na internet.

Pastor vive triângulo amoroso dentro da Igreja e fotos íntimas param na internet

As fotos íntimas vazaram nas redes sociais (Foto: Reprodução / Facebook)
Vazam as fotos íntimas de um Pastor Evangélico que segundo informações, dentro da igreja tinha um triangulo amoroso movido a muita luxuria e sodomia.
O Suposto Pastor em questão segundo mostram e narram os denunciantes por fotos Publicadas em Face book’s FAKE seria ALDEMAR DE ALMEIDA esse seria Pastor Presidente da “Igreja Pentecostal Pastor das Nações” juntamente com sua esposa também suposta Pastora CRISTIANE ( loira), e também destacam a suposta amante do Pastor e sócia conjugal da Pastora a Missionaria Rosilene ( Morena).
As duas mulheres que vivem como ele sabem da existencia uma da outra e se chamam de 'sócias', por dividir o mesmo marido. Inclusive elas são amigas e postam fotos em suas páginas do facebook.

As fotos íntimas vazaram nas redes sociais e geraram uma série de comentários e revoltas. Entre essas fotos, está o pastor beijando outro homem.

O Fuxico Gospel
http://www.diariodosertao.com.br/artigos/v/entretenimento/pastor-evangelico-vive-tri%25C3%25A2ngulo-amoroso-com-esposa-e-ovelha-da-sua-igreja-e-fotos-intimas-vazam-na-internet/20151109073828

Monitoramento

Locations of visitors to this page

Radio Macabeus.

II Vídeo