sexta-feira, 26 de junho de 2015

PASTOR DE SÃO VICENTE , ARARUAMA, PRESO POR LATROCÍNIO E OCULTAÇÃO DE CADÁVER

polícia
Agentes da 118a DP Araruama prenderam no início da manhã desta terça-feira (24), REINALDO SOUZA DE OLIVEIRA, 44 anos, contra o qual havia três mandados de prisão expedidos pela 31a Vara da Capital, sendo o último proveniente de Sentença Condenatória, onde foi condenado a vinte e dois anos de reclusão pela prática de crime de Latrocínio e Ocultação de Cadáver.

Segundo a denúncia do MP, em 19/07/1995, Reinaldo e mais um comparsa, que era segurança de uma Boate no bairro do Leblon/RJ, aplicaram o golpe conhecido como “Boa Noite Cinderela” em um homossexual que trabalhava como bancário, morador do mesmo bairro, e após roubarem dinheiro, eletrodomésticos e o carro da vítima, resolveram matá-lo e se livrarem do corpo, eis que o comparsa de Reinaldo ficou com receio de ser Reconhecido.

Desde então Reinaldo se refugiou na cidade de Araruama, e atualmente era Pastor de uma pequena Igreja Evangélica no distrito de São Vicente.

Jornais de Araruama

Pastor da Assembleia de Deus é preso com droga na capital

 

Um pastor da igreja evangélica Assembleia de Deus foi preso na tarde desta última quarta-feira (25) em Rio Branco, após uma abordagem policial no bairro Esperança.

Segundo informações policiais, o pastor identificado pelo nome de Oziel Muniz Conde, 45 anos de idade, estava em seu automóvel com outro homem identificado pelo nome de Pedro Nunes da Costa, 36 anos, quando os policiais decidiram revistar os suspeitos.

Em posse do pastor evangélico os PM’s encontraram cinco envelopes de cocaína, além de material para manuseio do entorpecente, com o homem que acompanhava o pastor dentro do veículo foi encontrada uma quantidade de maconha.

Oziel Muniz é filho de uma das maiores lideranças evangélicas no estado, o Pastor Levi Mendes Conde, responsável por um reconhecido trabalho de ampliação de sua congregação religiosa no período em que liderou a Assembleia de Deus no Acre.

Após o flagrante ambos os envolvidos foram encaminhados até a Delegacia de Flagrantes onde foram ouvidos pelo Delegado de plantão e realizaram os procedimentos legais provenientes ao caso.  A redação do jornal Acreaovivo tentou sem sucesso contato com representantes da Assembleia de Deus em Rio Branco para falar sobre o caso.

Fonte: Acreaovivo.com

domingo, 14 de junho de 2015

BISPO DA IGREJA MUNDIAL DÁ GOLPE EM HAITIANOS.

Eles receberam a promessa de que atuariam como missionários no México e receberiam um salário de US$ 1.300, mas, no dia da viagem, pastor sumiu com todo o dinheiro dos imigrantes.
Desempregados e sem dinheiro, oito haitianos que moram há pelo menos quatro anos no Brasil viram a oportunidade de trabalhar como missionários na Igreja Mundial do Poder de Deus como a forma de melhorar de vida. O convite foi feito por um bispo, conhecido como Anderson Rezende, e que coordenava a igreja na região de Itaquera, na zona leste de São Paulo. A promessa era de que o grupo seria levado para o México, onde cada integrante ganharia um salário de US$ 1.300 por mês, equivalente a R$ 4.000. 
No entando, para ganhar esse dinheiro, cada um precisaria desembolsar R$ 5.000 pela viagem, tudo pago antecipadamente para o bispo. No dia da viagem, marcada para 27 de maio, o bispo sumiu.  Desligou o telefone e fugiu de casa. Dupuy Valere, de 28 anos, e os outros sete haitianos tiveram todos os documentos levados.
A Igreja Mundial do Poder de Deus confirmou que Anderson Rezende era bispo da entidade evangélica, mas alega que ele se desligou em junho do ano passado para abrir uma nova igreja. Anderson usou recibos e fichas de inscrição com a identificação da entidade. Além disso, fez reuniões com os haitianos sobre a viagem ao México dentro da unidade de Itaquera. A Igreja Mundial do Poder de Deus nega que contrate missionários para países estrangeiros. O pastor Felipe Leite, braço direito do bispo Roberto Santana, que comanda a Mundial, afirma que a igreja não compactua com essa atitude.
A reportagem da CBN tentou contato pelo celular com Anderson, mas ele não atendeu as ligações. A Polícia Civil investiga o paradeiro e supostos cúmplices do crime. Ele deve responder por estelionato.

http://cbn.globoradio.globo.com/sao-paulo/2015/06/08/HAITIANOS-PAGAM-R-40-MIL-A-BISPO-DA-IGREJA-MUNDIAL-DO-PODER-DE-DEUS-EM-SP-TROCA-DE-TRABA.htm


Haitianos têm recibo de pagamentos feito a bispo (Crédito: Edgar Maciel / CBN)
Haitianos têm recibo de pagamentos feito a bispo
(Crédito: Edgar Maciel / CBN)

duração: 02:1


Leia mais: http://cbn.globoradio.globo.com/sao-paulo/2015/06/08/HAITIANOS-PAGAM-R-40-MIL-A-BISPO-DA-IGREJA-MUNDIAL-DO-PODER-DE-DEUS-EM-SP-TROCA-DE-TRABA.htm#ixzz3d2Opo3aH

sexta-feira, 22 de maio de 2015

CANTORA EVANGÉLICA FAZ UMA SELF TRANSANDO COM PASTOR DA ASSEMBLEIA DE DEUS E CAI NA REDE.

Uma "self" tirada por uma jovem fazendo sexo com um homem de meia idade. Normal né? Se não fosse o fato dela ser membro e cantora de uma igreja muito conservadora e tradicional. E o que é pior, o homem é seu pastor Antônio Manoel Sousa.
Fotos que circulam nas redes sociais mostram a jovem Priscila Yasmin Castilho, da Assembleia de Deus da cidade de Vilhena, fazendo sexo com o pastor em pose na qual podem ser reconhecidos perfeitamente, tanto pela qualidade da foto quanto pelos rostos, de frente, num momento de muito prazer.
Visualizando a página da moça no facebook, percebe-se através das fotos, que a cantora da igreja evangélica, agradece ao pastor Antônio Manoel Sousa em várias situações e segundo os comentários feitos nas redes sociais, é o mesmo que aparece de forma mais íntima com a jovem evangélica.
Inicialmente pensamos se tratar de “fake”, porém ao investigar o caso no próprio facebook, concluímos que trata-se das mesmas pessoas.
Parece que esse é um pastor presente em todas as horas na vida de suas “ovelhas”.

Fonte: Agora Amazonas
Fotos: WhatsApp/Facebook


http://www.sertaodaparaiba.com.br/noticia/policial/2015/05/cantora-evangelica-faz-selfie-transando-com-pastor-casado-e-fotos-vazam-na-internet/1960.html

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Igreja protestante da França decide abençoar casamentos gays

Resultado de imagem para casamentos gays

A iniciativa de acolher os casais homossexuais com uma bênção formal às uniões já regularizadas no registro civil será uma decisão facultativa de cada pastor.

A decisão foi aprovada neste domingo (17) pela ampla maioria dos participantes de um sínodo protestante. A bênção aos casais homossexuais recebeu 94 votos a favor e apenas três contra, no mesmo dia em que associações programaram manifestações para marcar o Dia Internacional de Combate à Homofobia.

O pastor Laurent Schlumberger, que participou do sínodo ocorrido em Sète (sul), ficou impressionado com o clima que ele descreveu como "excelente" durante a votação. Segundo o reverendo, a sessão foi marcada pela "confiança e fraternidade" entre os participantes. Schlumberger é presidente do conselho nacional da Igreja Protestante Unida (Epuf), a mais antiga corrente do protestantismo instalada no território francês. A instituição reúne 250 mil fiéis e 500 pastores em todo o país.

O reverendo Marc Pernot, pastor do Oratório do Louvre, uma das principais paróquias protestantes de Paris, disse em entrevista à RFI ter ficado "um pouco surpreso" com o resultado favorável e "contente com o consenso sobre a questão". Até agora, o reverendo Pernot só podia abençoar os casais de pessoas do mesmo sexo em um local privado. Ele explicou que o fato de ser autorizado a abençoar as uniões homossexuais em público, nas instalações da igreja, é uma conquista importante para muitos fiéis.

A iniciativa de acolher os casais homossexuais com uma bênção formal às uniões já regularizadas no registro civil será uma decisão facultativa de cada pastor. O benefício é concedido dois anos depois da regulamentação do casamento gay na França, promulgado em maio de 2013.

Precedente

Até agora, só a Missão Popular Evangélica francesa autorizava seus pastores a acolher homossexuais em suas celebrações. Essa igreja é, no entanto, menos representativa do que a Igreja Protestante Unida, uma corrente histórica no protestantismo francês.

Segundo o especialista e historiador de religiões Odon Vallet, a decisão da Epuf revela uma evolução do "Movimento Casamento para Todos", que militou pela legalização do casamento gay. Em outros países, onde a presença dos protestantes é mais numerosa, como nos Estados Unidos, no Canadá e em países escandinavos, a bênção a casais do mesmo sexo é mais frequente.

"Para o protestantismo, ao contrário do catolicismo, o casamento não é um sacramento", explica Vallet. "É um fato social, importante, mas não um ato de veneração", diz o historiador. Ele considera que a aceitação do casamento entre pessoas do mesmo sexo é algo "inimaginável" na Igreja Católica, mas nota que alguns padres contrariam a proibição.

Fonte: RFI - Portugal

Pastor renuncia após ser pego conversando em app de paquera gay



Um pastor de Michigan (EUA), que já se pronunciou contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, foi pego pedindo por sexo em um aplicativo de paquera gay.

O site de notícias gays Queerty conseguiu capturas de tela da conversa em que Matthew Makela envia fotos suas para outros homens. O pastor, que é pai de dois filhos, confirmou a autenticidade da conversa, mas não quis fazer mais comentários.

Makela deixou o cargo depois que o artigo veio a público. O pastor repetidamente condenou a homossexualidade, de acordo com o Queerty.

Em um agora deletado comentário para um jornal anticasamento gay, editado por um colega pastor, Makela comparou a homossexualidade ao alcoolismo e sugeriu que os gays poderiam superar a atração pelo mesmo sexo com apoio suficiente.

"Eu amo as pessoas que têm atração sexual pelo mesmo sexo, assim como Deus", escreveu ele. "Nós não dizemos a uma pessoa que nasce com tendências para o abuso de álcool para continuar a satisfazer seus desejos inatos. Tentamos ajudá-la em sua luta."

Em um post no Facebook de setembro de 2014 ele novamente repetiu suas visões antigays. "Mudar a cultura começa com a mudança de nossa própria cultura de casamento e família, tomando a união matrimonial com a maior seriedade e acolhendo as crianças em nossa igreja", escreveu, explicando que o casamento gay e o divórcio não "refletem os desejos de Deus de amor e submissão".

Mas, no Grindr --o aplicativo de paquera para o público homossexual--, o pastor pediu para se encontrar com outros homens, explicando que tinha uma namorada e que não podia sair à noite.

"Adoro ficar pelado", ele escreveu. "Oral e massagem. Também gosto de abraçar", continuou ele antes de enviar mais fotos de si mesmo pelo app.

Fonte: Tribuna Hoje

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Pastor suspeito de matar namorado da filha se entrega na capital

celeste
José Celeste, de 26 anos, 
morreu na manhã de segunda-feira (11)
(Foto: Arquivo da Família)

O pastor de uma igreja evangélica, Valmirez Peres, se entregou nesta quarta-feira (13) na Delegacia da 5ª Regional, localizada no bairro Adalberto Sena, em Rio Branco. Peres é suspeito de esfaquear, junto com outros dois filhos, José Celeste Souza, que era namorado da filha, na tarde de domingo (10). O suspeito chegou acompanhado de um advogado, foi ouvido pela delegada responsável pelo caso, Wânia Lília, e em seguida liberado. A vítima morreu na manhã de segunda-feira (11) após passar por duas cirurgias e sofrer três paradas cardíacas.

Segundo uma das filhas do suspeito, Mayara Peres, de 22 anos, o pai agiu em legítima defesa, pois a vítima tinha agredido fisicamente sua irmã. Mayara explica que o pai esperou passar o tempo do flagrante, que é de 48 horas, e veio se entregar à polícia para contar sua versão da história.

“Ele fez isso para defender a família. O cara [vítima] tinha ido no sábado lá na minha casa e fez uma confusão, tudo porque ele queria levar minha irmã embora. O relacionamento deles durou dois meses. Passaram um mês namorando escondido, tudo desmoronou quando eles se assumiram. Vamos trazer os boletins de ocorrência que foram feitos depois que ele bateu na minha irmã. Tem como comprovar que minha irmã foi agredida. Em nenhum momento meu pai pensou em fugir. Ele cometeu um crime e está disposto a pagar”, justificou.

Mayara contou ainda que o irmão de 20 anos, que também é suspeito de participar do crime, está disposto a se apresentar na delegacia. Ela explica que a outra irmã de 17 anos, também suspeita de participar no crime, deverá se entregar a polícia. “Meu pai poderia fugir da Justiça, mas não vai fugir da Justiça de Deus. Meu irmão está aguardando o advogado ver a situação do meu pai para depois vim se entregar”, disse.

De acordo com a delegada Wânia Lília, o suspeito alegou legítima defesa no depoimento. Foi dito que ele e o filho agiram em legítima defesa. Ela explica que o suspeito vai esperar em liberdade a conclusão do inquérito.

“Ele resolveu comparecer com seu advogado e nós continuaremos com as investigações, para chegar em um resultado final. Segundo ele, era um problema de família, ele não concordava com o relacionamento da filha, que se relacionava com a vítima. Nós iremos continuar com o inquérito para dar uma solução para as famílias”, disse a delegada.

‘Meu filho foi morto inocentemente’, diz padrasto da vítima

Ainda muito abalado com a morte do enteado, o aposentado Sifrônio Bezerra, de 55 anos, contou que está sofrendo ameaças da família dos suspeitos. Ele conta que na tarde de terça-feira (12), enquanto estava na casa de um parente no bairro Vila Acre, duas pessoas em uma motocicleta disparam três tiros contra ele. O aposentado acredita que foram os parentes dos suspeitos que tentaram matá-lo.

“Poderiam estar me velando hoje. Meu filho foi morto inocentemente, ele estava trabalhando. Em momento nenhum meu filho bateu na namorada. Eu também não queria que ele namorasse essa menina, cheguei a retirar ela de dentro da minha casa. Eu  não conheço nenhum deles, só criaram rixa com meu filho”, lamentou.

Verônica Bezerra, irmã da vítima, disse que família está sendo ameaçada de morte por suspeitos (Foto: Aline Nascimento/G1)
Verônica Bezerra, irmã da vítima, disse que família 
está sendo ameaçada de morte por suspeitos 
(Foto: Aline Nascimento/G1)


Muito emocionada, a irmã de Souza, Verônica Bezerra, disse que a família quer Justiça pela morte do irmão. Ela revelou que a família precisou abandonar a casa onde vivia com medo das ameaças de morte dos suspeitos.

“Estamos sendo ameaçado por eles, minha mãe não dorme mais em casa, estamos dormindo na casa de um e de outro, porque não podemos voltar para casa. Estamos jogados por aí por causa dele [suspeito] e ele está na rua, perseguindo a gente e tentando tirar nossa vida. Eu peço Justiça, por favor. Que as autoridades nos ajude e amenize nossa dor, colocando esse homem atrás das grades”, contou entre lágrimas.

Entenda o caso

O jovem José Celeste Souza, de 26 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (11)  após ser esfaqueado na tarde de domingo (10) no posto de lavagem que a vítima era sócia, localizado no bairro Jorge Lavocat, em Rio Branco. De acordo com informações da família da vítima, os suspeitos seriam o pai e dois irmãos da jovem que Souza namorava, que eram contra o relacionamento dos dois. Um dos suspeitos, segundo as investigações da polícia, é menor de idade. O caso está sendo investigado pela Delegacia da 5ª Regional da capital.

Fonte: G1/Acre

Pastor é preso por espancar e manter menor em cárcere privado em Alterosa

Pastor é preso por espancar e manter menor em cárcere privado em Alterosa


A vítima, de 14 anos, disse que era ex-namorada do homem, e ele não aceitava o fim do relacionamento.

Peter N. J. que é pastor em uma igreja em Alterosa (MG) foi preso em flagrante após a denúncia de vizinhos de que o homem estaria espancando uma jovem no interior do local.

A Polícia Militar encontrou a vítima, de 14 anos, no teto do banheiro, aparentemente, com lesões pelo rosto e amedrontada.

Na delegacia de Alfenas (MG), a adolescente disse que era ex-namorada de Peter, e ele não concordava com o fim do relacionamento. A jovem ficou presa na igreja e Peter passou a agredi-la e ameaça-lá de morte.

O autor foi autuado por lesão corporal, cárcere privado, ameaça e foi encaminhado ao presídio de Alfenas.

Fm atividade

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Pastor acusado de estuprar adolescente é preso após ficar 2 anos foragido



Um pastor foi preso, na última terça-feira, após ficar dois anos foragido por ter estuprado uma adolescente, em Atlanta, nos Estados Unidos. Yohandry Bravo, de 39 anos, foi parado durante uma blitz e teve sua ficha criminal descoberta por policiais que o detiveram. Ele foi encaminhado para um penitenciária local. As informações são do jornal The New York Daily News.

O estupro da menor, de 16 anos, aconteceu na casa do pastor. Segundo a polícia, depois da morte do filho, o pastor, que é casado, abriu a casa para moradia de alguns de seus seguidores. Logo depois, vítimas foram à polícia para denunciá-lo por molestá-las. Além do estupro da menor, ele tem uma acusação por abuso contra um menor.

Ele fugiu após as denúncias e se mudou para um localidade próxima, onde continuava a atuar como pastor numa congregação com mais de 200 fieis. O religioso está na função há 17 anos.

Extra.globo

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Pastor faz 'gato' na casa da vizinha e é preso em Planura

01

A vizinha percebeu o crime quando constatou um aumento de 1.000% em sua conta de luz entre um mês e outro

Um pastor de 22 anos foi preso nessa segunda-feira (4) em Planura, no Triângulo Mineiro, por furtar energia elétrica da casa vizinha. A mulher de 75 anos que cuida da casa percebeu o golpe quando constatou que a conta de luz aumentou 10 vezes entre um mês e outro.

Segundo a Polícia Militar de Planura, o pastor era vizinho a uma casa em que o dono, morador de Campo Grande, passava apenas alguns dias de dois em dois meses. No entanto, a mãe dele, que também mora próximo ao local, visitava o imóvel semanalmente para molhar as plantas e manter a casa em ordem.

A conta de luz da residência costumava vir em torno de R$ 18,00 mensalmente. Mas um dia, a idosa se surpreendeu com o valor de R$ 40,00 no boleto. Mesmo assim, ela pagou a conta, mas no mês seguinte, quando a conta subiu para R$ 200,00, decidiu procurar a Cemig.

A empresa esteve no local, constatou o “gato” na fiação, que ia diretamente para a casa do pastor, e acionou a polícia. Mas mesmo antes dos militares chegarem, o pastor arrancou os fios para tentar dar fim ao flagrante.

No entanto, o golpe já estava registrado por meio de fotos e testemunhas. Ainda conforme a polícia, o suspeito invadiu o imóvel pelo muro, subiu na laje e fez o serviço, ligando a energia elétrica diretamente em sua residência. Com os fios ele ligava a máquina de lavar, o chuveiro, as lâmpadas e outros eletrodomésticos.

Ao ser preso ele negou o crime e disse que o irmão dele que havia feito a ligação clandestina. O caso foi parar na delegacia de Planura, e o delegado Murilo César Antonini, estabeleceu a fiança de um salário mínimo para a sua soltura. Como o pastor ainda não pagou o valor, ele permanece detido na delegacia de Frutal.

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro e a pena pode variar entre 1 e 8 anos de reclusão, além de multa. Segundo a Cemig, quem pratica o crime pode ser obrigado a pagar à concessionária toda energia consumida e não faturada, de forma retroativa a até 36 meses.

 O Tempo

O "apóstolo" e sua igreja de verão

Valdemiro: igreja em Noronha

O apóstolo Valdemiro Santiago está investindo em um improvável destino: Fernando de Noronha.

Mesmo atolado em dívidas (Leia mais aqui), o dono da igreja Mundial está construindo um templo na ilha e comprou uma pousada próxima ao local por 7,5 milhões de reais para o irmão Nicanor Paula Gonçalves de Oliveira administrar.

Até barco para usar na ilha Valdemiro já comprou.

Por Lauro Jardim  Veja

 Porque esse malandro não constrói  igreja na Coreia do Norte,Afeganistão ou Iraque?

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Pastor de Gravatá se envolve em acidente, uma mulher que estava no carro acabou morrendo e o pastor foi preso por embriagez ao volante

1

Um veículo capotou várias vezes na manhã desta terça-feira (28), na altura do KM 117, em frente a Fazenda Narciso, próximo ao Posto Noretur, na BR 232 em Caruaru, deixando o saldo de um pastor evangélico ferido e uma mulher morta. No carro, um Corsa Hatch de cor verde, placa JLN-3360 de Gravatá, viajavam o pastor Márcio Roberto Jerônimo Seabra, de 42 anos, da Comunidade Evangélica Novo Ser, em Gravatá, e a jovem identificada por Amanda Kaline, que morreu no local.

De acordo com o empresário Antonio Severino, que é o dono da fazenda, seus filhos estavam na propriedade cuidando dos cavalos, quando ouviram um barulho, eles foram verificar do que se tratava e se depararam com o carro virado dentro do terreno, e ao lado do carro o pastor agonizando reclamando de dores, e a jovem desacordada. De imediato acionaram o Samu, que socorreu o pastor levando-o ao Hospital Regional do Agreste (HRA).

De acordo com o agente C. Ramos, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo que seguia no sentido Bezerros, trafegava numa reta, onde o motorista perdeu o controle da direção, saiu da pista e capotou o veículo várias vezes, ficando o carro desgovernado, se chocando com um poste e caindo nas terras da fazenda. Entre os objetos que caíram do carro foi encontrado um vibrador (brinquedo usado em orgias sexuais).

8

Os policiais foram ao HRA, onde o Pastor com sintomas de embriaguez alcoólica, se negou a fazer o teste de alcoolemia, por isso, foi levado ao plantão policial, onde foi autuado em flagrante e foi liberado mediante o pagamento de fiança.

Ainda ontem familiares da jovem apareceram no IML, onde a reconheceram e foram a Gravatá buscar os seus documentos para liberarem o corpo da jovem hoje

TV Replay

PASTOR É PRESO EM CARATINGA ACUSADO DE MATAR TAXISTA QUE FOI ENTERRADO AINDA COM VIDA



A Polícia Civil prendeu em Caratinga, naquela cidade, homem conhecido como “pastor” que seria morador aqui de Muriaé, onde tinha uma igreja, suspeito de estar envolvido no assassinato do taxista José Ari Moreira da Silva, 62 anos, de Mirai, morto após indivíduos terem tomado o táxi naquela cidade com destino a Muriaé.

O veículo do taxista foi encontrado aqui em Muriaé e seu corpo encontrado enterrado, no Bairro Alto do Castelo, em uma região conhecida de Aterro. A Polícia Civil de Caratinga, que prendeu o suspeito, informou que ele estava viajando em um ônibus que vinha da Bahia para Minas Gerais. A Polícia Civil de Muriaé e a Polícia Civil de Mirai já trabalhavam no caso.

RELEMBRE O CASO:



Foi localizado, por familiares, na manhã deste sábado (18), na mesma região onde estava o táxi, o corpo do taxista José Ari Moreira da Silva, 62, morador de Miraí, que estava desaparecido desde a noite de terça-feira (14), quando pegou alguns passageiros na rodoviária de Miraí, com destino a Muriaé.

Autoridades, perícia e familiares estiveram no local, acompanhando o trabalho de resgate. Foi feito reconhecimento pelas vetes da vítima.

O corpo, com marcas de ter sido atingido na cabeça, foi removido para o IML de Muriaé, onde será periciado e depois liberado para que os familiares tomem as providências de velório e sepultamento.

A Polícia Civil segue uma linha de investigação e os delegados Rangel Martino, que está no plantão e Eduardo Freitas, que cuidará do caso, já buscam mais detalhes para esclarecer o crime, que possivelmente seria latrocínio e poder chegar aos autores.

Miradouro Notícias

Pastor, vereador envolvido em escândalo sexual renuncia em Campo Grande

Vereador de Campo Grande Alceu Bueno (PSL), que renunciou ao cargo nesta terça-feira (28)

O vereador de Campo Grande Alceu Bueno (PSL) renunciou ao cargo na manhã desta terça-feira (28), menos de uma semana depois de ter sido indiciado pelo crime de exploração sexual de menores.

Bueno, que é pastor evangélico, e mais quatro pessoas –-incluindo outros dois políticos de Mato Grosso do Sul-– estão envolvidos no escândalo sexual investigado pela Polícia Civil.

Na carta-renúncia, entregue à Presidência da Câmara pelos advogados de Bueno, ele alega inocência e afirma ser vítima, pois foi ele quem levou o caso às autoridades. "Esta renúncia é motivada para eu exercer de maneira tranquila, lídima e transparente, minha ampla defesa", informa a carta.

Segundo a polícia, Alceu Bueno e o ex-deputado estadual Sérgio Assis aparecem em imagens gravadas com uma câmera escondida, durante encontros sexuais com meninas de 15 anos.

A defesa diz que Bueno "nega com veemência" qualquer envolvimento com a exploração sexual de adolescentes. O advogado Fábio Theodoro de Faria não descarta a possibilidade de montagem e vai solicitar que os vídeos sejam periciados.

Já o advogado do ex-deputado Sérgio Assis, Vinicius Leite Campos, disse que vai aguardar a manifestação do Ministério Público. Assis também foi indiciado por exploração sexual de menores, mas está em liberdade.

Delação
De acordo com as investigações, o aliciamento das adolescentes e a orientação para que os encontros fossem gravados eram feitos por Fabiano Viana Otero, preso no último domingo (26). Ele confessou o crime.

Otero esteve na manhã de hoje no Ministério Público Estadual para acertar os termos da delação premiada a ser encaminhada à Justiça.

Segundo o advogado Amilton Ferreira de Almeida, o acusado pretende entregar mais vídeos e revelar o nome de pelo menos outros dez envolvidos no esquema, incluindo mais políticos de Mato Grosso do Sul.

Extorsão
As primeiras prisões aconteceram há cerca de duas semanas, quando Alceu Bueno procurou a polícia alegando estar sendo vítima de extorsão.

Ele já teria pago R$ 100 mil para o empresário Luciano Roberto Pageu e para o ex-vereador Robson Martins, para que imagens de encontros sexuais não fossem divulgadas.

No último dia 16, sob supervisão da Polícia Civil, Bueno se encontrou com os dois para entregar mais R$ 15 mil, momento em que foram presos em flagrante.

O advogado Ramon Sobral disse ao UOL que Pageu e Martins negam a extorsão e que se encontraram com Alceu Bueno apenas para "mediar uma situação".

UOL

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Lider da seita religiosa que matou sete policias foi preso no Huambo

Kalupeteka 1

Sete agentes da Polícia Nacional morreram e outros dois estão em estado grave depois de terem sido atingidos a tiro na última quinta-feira, na província do Huambo, por alegados membros da seita Cristã do Sétimo Dia a Luz do Mundo, de acordo com o Club-k, o líder da seita teria sido preso pela Policia Nacional.

A Polícia Nacional deteve o líder seita Cristã do Sétimo Dia a Luz do Mundo, vulgarmente conhecida por “Kalupeteca”, juntamente com o seu filho e outros crentes, quando tentavam abandonar a província do Huambo. Os mesmos encontram-se detidos na Direção Provincial de Investigação Criminal do Huambo.

José Kalupeteca incentiva os fies a venderem as suas casas e a pararem de estudar alegando que Jesus Cristo não estudou !

O pastor alega ainda que o mundo irá acabar no próximo dia 31 de Dezembro do ano em curso.

O psicólogo Alberto Praia Chinhama em entrevista a Angop, comparou ontem na cidade do Huambo, a atitude do auto-denominado profeta José, com a de um autêntico psicopata.

“Do ponto de vista psicológico estamos diante de um comportamento altamente patológico, próprio de um psicopata. José Kalupeteka demonstra insensibilidade, falta de discernimento entre o bem e o mal, além de agir cegamente, pondo de parte a sua capacidade mental”, descreveu.

Com ramificações em várias províncias do país, sobretudo no centro e sul, a seita religiosa Adventista do 7º Dia Luz do Mundo foi fundada por José Kalupeteca, de 52 anos de idade, no começo da década 2000, na província do Huambo.

Entre os anos 2010 e 2011, José Kalupeteka foi acusado de destruir o patrimonio histórico e cultural da província do Huambo e de espancar diversos sobas que o contrariavam.

Em 2014 a mesma denominação religiosa foi encerrada, todavia as suas atividades continuaram, de forma clandestina, com a realização de cultos e reuniões confusas e contraditórias com a lei nacional, os hábitos, costumes e tradição do povo.

Com recurso à sua astúcia, José Kalupeteka, cujo alvo eram cidadãos das zonas rurais, facilmente conseguia atrair centenas de seguidores, que além de venderem suas casas e outros bens, renunciavam tudo em trocada de um possível arrebatamento para os céus.

Com fins ainda inconfessos,  em 2012 a seita Adventista do 7º Dia Luz do Mundo tentou, sem sucesso, inviabilizar a campanha de vacinação contra a poliomielite nas zonas onde residem os seus seguidores, ordenando que estes impeçam os vacinadores trabalharem.

Em 2014, José Kalupeteka voltou a criar constrangimentos ao Censo Geral da População e Habitação, ao levar os seus seguidores às montanhas para evitar que estes tenham contacto com os recenseadores.

Ango Russia

Monitoramento

Locations of visitors to this page

Radio Macabeus.

II Vídeo